RSS

Mal-entendido

08 ago

Assim é como fica tudo o que não se entende
Assim permanece tudo o que não se explica

Assim manifesta-se tudo o que não se sabe
Assim continua tudo o que não se questiona

Fica quem tentou explicar aos olhos de quem testemunhou
Fica quem buscou compreensão no testemunho de que participou
Fica o que se define sem uma compreensão mínima do objeto
Fica quem pensa que sabe do que nunca exercitou

Permanece o conhecimento do que não pode ser generalizado
Permanece o testemunho do que não pode ser definido
Permanece o exercício do que não é compreendido
Permanece a compreensão do que não encontra explicação

Manifesta-se o resultado do exercício incompleto
Manifesta-se a definição que não encontra função
Manifesta-se o conhecimento de quem não consegue explicar
Manifesta-se a pergunta complexa que nada responde

Continua a rotina de quem se trai
Continua a resposta que não responde à pergunta
Continua a vida de quem não se conhece
Continua a ignorância de quem não busca conhecimento

Anúncios
 
6 Comentários

Publicado por em 8 agosto, 2008 em Aprendizado, Cotidiano, Vida

 

Tags:

6 Respostas para “Mal-entendido

  1. Samelly Xavier

    8 agosto, 2008 at 11:40 PM

    Continua esse blog não deixando eu comentar…

     
  2. Samelly Xavier

    8 agosto, 2008 at 11:48 PM

    Só um texte.

     
  3. Sitaro

    9 agosto, 2008 at 3:37 PM

    Assim, continua quem, outrora, tentou, mas não deixaram. Fica quem secou o copo. Permanece o que é verdade. Manifesta-se o que restou. Continua o que faz continuar…

    Mal entendido?!

    Perfeito dentro de si esse texto, WS!

     
  4. Raquel

    12 agosto, 2008 at 12:20 PM

    Se não houvesse caos, que graça teria buscar as “verdades” que sequer sabemos se de fato existem?

    Álias, será que queremos de fato entender? Foi Sócrates quem disse que o conhecimento traz consigo o sofrimento? Não, não foi Sócrates, foi um outro que não era casado, e era tão métodico que a vizinhaça acertava os relógios pelo horário dos seus passeios. O nome dele me fugiu agora, mas quando lembrar eu volto aqui…

    Mas o fato é que o “mal entendido” dá insumo para uma boa parte da vida, pois causa a busca por bem entender…

    Abs
    Raquel

     
  5. Tania

    13 agosto, 2008 at 12:38 PM

    Ficou muito bom seu texto! Adorei, ele nos obriga a pensar, o que quase desaprendemos na escola com aquele método antigo e ineficiente de incetivar a “decoreba” e tirar a motivação de quem gosta de realmente compreender aquilo que estuda. Fico feliz quando encontro pessoas que gostam e até fazem questão de pensar e elaborar atividades, como o seu texto por exemplo, que ajudam as outras pessoas também, é um impulso para usar o raciocínio, afinal não encontramos tudo pronto na vida como encontramos na escola. Pensar é fundamental =D

    bjo

     
  6. isabela

    15 agosto, 2008 at 1:29 AM

    obrigada pela visita.

    é clichê, falar isso, mas adorei teu blog.

    abraço.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: