RSS

Contínuo

26 jul

As pessoas poderiam refletir um pouco antes de prometerem “não mudar”. Se muda a perspectiva, muda o conceito. E mesmo observando a mesma história repetidas vezes, por novas perspectivas, ela muda. Vivendo com a mesma realidade, a perspectiva muda.

Que animal você seria? O que faria com 52 milhões de reais? Se invisível fosse, o que testemunharia? Todas perguntas que estimulam a imaginação, não é? Estimulam a criatividade, estimulam a criação, um pensamento fresquinho saindo da fornalha. Estimulam uma reflexão, uma pergunta a si próprio. E todas as vezes que as perguntas não encontram respostas prontas temos duas escolhas: pensar ou não.

Quem já pensou e tem resposta pra tudo, nada me acrescenta. Então se quem faz uma escolha,  e a faz em sã consciência, certamente refletiu a respeito, pesou, mediu, encontrou benefícios em si e fora de si, avaliou os custos para si e para os demais, colocou em prática sua honestidade, sua índole, seu caráter, sua responsabilidade, sua escolha. E em uma vida cheia de oportunidades, definir-se decidido sobre tudo é realmente um desafio que não cabe à minha pessoa. Deixo que decidam sob critérios burocráticos os que assim preferirem, mas na minha vida prefiro minha comunicação de uma forma mais transparente, sem máscaras.

Quer exercício de transparência melhor do que esse blog? Digo tudo o que penso, quem leu pode ler de novo, não copio de ninguém, e sempre revelo de onde vieram palavras inspiradoras (neste momento Amos Lee – Sympathize). Blog deveria ser mandatório a todo político. Um relatório de suas responsabilidades públicas. Faço disso um exercício pessoal, esporádico no blog porém contínuo na minha vida.

Assim, não prometo não mudar. Prometo pensar antes de escolher e quando as opções forem, no mínimo sérias, considerá-las em toda minha limitação. E ouví-la em diferentes perspectivas com a mesma limitação do outro. E assim buscar, não um não-mudar, mas um sempre-afim com os que nesta realidade conseguirem conviver em minha presença. Gerúndio não define escolha, ponto.

Anúncios
 
4 Comentários

Publicado por em 26 julho, 2008 em Cotidiano, Vida

 

Tags:

4 Respostas para “Contínuo

  1. Raquel Costa

    30 julho, 2008 at 9:57 PM

    Quem promete não mudar está enganando.Se acredita nisso, pior, está enganando a si próprio, e tornando a mudança, necesária muito mais dolorosa. Pois se existe uma impossibilidade no mundo, é a de “permanência”. nada no universo permanece imutável.

    Muito bom seu texto.

    Abs
    Raquel
    http://raquelrfc.wordpress.com/

     
  2. Raquel Costa

    30 julho, 2008 at 10:08 PM

    Seu comentário sobre a interação foi complexo mesmo…

    Minha pretenção nem era tanta. 🙂

    Mas me fiz as perguntas que você propôs, e as respostas são: Não, e não.

    Bem, se minha minha interação, eu mesma reconheço, que não é consoante com o reconhecimento que espero… Será que Freud conseguiria definir qual o tipo de desvio eu deveria tentar reverter?

    Se bem que, não acho que faria muito bem eu conseguir me entender não. Há muito tempo me convenci que é essa certa alienação que mantenho de mim mesma que conserva a minha parca sanidade, ou normalidade, como queiram chamar isso que nos permite transitar pela sociedade.

    Xiiiii, acho que compliquei mais ainda.

    Abs
    Raquel
    http://raquelrfc.wordpress.com/

     
  3. Raquel Costa

    30 julho, 2008 at 10:28 PM

    Já que isso virou um papo…

    Então agora sou eu que pergunto, ou melhor , sugiro que você se pergunte, e me diga a resposta, caso a encontre. (sou curiosa demais)

    Você consegue administrar bem essa equação e se manter sempre na linha do equilíbrio?

    Raquel

     
  4. Raquel Costa

    31 julho, 2008 at 12:19 PM

    Willy,
    Eu não conhecia essa frase.
    Acho que temos, e baseado-me nessa breve troca de idéias, continuamos buscando teorias bem semelhantes para “encarar” a vida. Desejo
    que você consiga por em prática essas teorias, assim como eu também tento. Confesso que às vezes me distraio, ou deixo-me levar pelo emocional mais do que pelo racional… Mas sigo tentando

    Ah, teoricamente o zodíaco deveria me favorecer à essa racionalidade, sou de capricórnio, mas também não acredito muito.

    Abs
    Raquel
    http://raquelrfc.wordpress.com/

    * Gostei bastante do nosso papo.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: