RSS

Filtros

22 jun

Filter

Cada um à sua maneira peculiar,
nem sempre tão parecidos quanto à primeira vista;
quase nunca tão diferentes quantos se pensam;
impossível de decifrar;
inviável definir

E de todos vivos,
novos e incompreendidos,
incompreensíveis e únicos

vai seguindo-se a peleja
dos conflitos verbais que tanto traz,
que tanto leva,
que tanto deixa,
que tanto esconde.

E lá vem o um mais uma vez pronto para divagar sobre suas idéias, mas curiosamente inapto a ouvir seus companheiros de prosa por mais de um ou dois instantes sem novamente interrompê-los para sobrepor suas idéias. Ora, mas que tipo de compreensão espera quem não busca compreender na mesma proporção que demonstra sua atenção ao que lhe é dito?

Tem também o que não se coloca acima de ninguém, mas tamanha humildade o deixa quase que constantemente (não sem intenção) abaixo de qualquer critério.

Outra não conseguiu um só instante deixar de sentir o que não estava no ar, e através da sua suspeita acabou deixando um ou outro temeroso pela interpretação que ela fosse dar às suas palavras. Um suspiro indecifrável emite o um transeunte confuso sem saber quais palavras usar, e na dúvida, nada diz.

E que parece não ter ouvidos senão para sua prosopopéia secular trazendo um peso maior do que a brincadeira que tenta fazer. Uma vizinha irritada finge não ouvir e ignora sua opinião diante de todos por temer parecer pedante antes mesmo de pronunciar uma sílaba.

Um acolá, que não entende como tanto pode ser poupado ou exagerado; como cada filtro revela suas dificuldades e medos; como cada instante algo novo refletido na imprecisão das palavras continua sendo pesado, medido e avaliado… – Como então proceder? Ignora então a cada repetição da mesma pergunta, que reflete sua dúvida, o que lhe poupa de participar, e sem preocupar-se no que vai parecer do que vão pensar reflete sozinho sobre seus pesos e suas medidas, e rasga o ar lançando suas palavras sem saber o que vai acontecer. Afinal, como prever o que não depende tão somente do ego, este que cada um possui o seu e por ele apenas responde?

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 junho, 2008 em Aprendizado, Sociedade

 

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: