RSS

Dose constante

07 mar

DejaVu

Como poderia a vida nunca manter a constância da plenitude? Penso que certamente é a mesma vida, uma repetição tantas vezes de uma rotina, um questionamento tantas vezes sem motivo, uma dúvida pelo que não acrescenta nem diminui… mas… um ponto de vista diferente…

É ler o mesmo livro um pouco depois, e um pouco depois
é caminhar pela mesma estrada um pouco depois, e um pouco depois
é conversar com as mesmas pessoas um pouco depois, e um pouco depois
é pensar sobre a mesma vida um pouco depois, e um pouco depois
E perceber que finalmente percebeu que a reflexão sim, se repete, mas não o observador.

Pode parecer redundante, mas até que se perceba, nunca será. Viva um pouco mais, e um pouco mais…

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 março, 2008 em Cotidiano, Vida

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: